A companhia

Logo Cia dos OutrosA Cia. dos Outros, fundada por Carolina Bianchi, Tomás Decina, Fernanda Camargo e Pedro Cameron, é um grupo de pesquisa teatral que teve início nos cursos de artes cênicas da USP – Universidade de São Paulo.

O primeiro espetáculo foi “Holocausto”, 2006, uma compilação de estudos orientados por Antônio Araújo, Prof. Dr. da ECA/USP e diretor do Tetro da Vertigem. Na ocasião, os integrantes eram ainda estudantes da USP – graduação em Direção Teatral e Escola de Arte Dramática/EAD. As apresentações dentro da universidade renderam o convite para o XIII Festival Internacional de Teatro Universitário de Santiago de Compostela, na Espanha, 2007. Destacam-se também a participação na Mostra universitária do RioCenaContemporânea e no Projeto Nascente – USP.

O espetáculo seguinte, “Corra Como um Coelho”, que também contou com a Orientação de Antônio Araújo e colaboração de José Fernando Azevedo (Teatro de Narradores), estreou em 2009 no SESC Av. Paulista, no projeto Primeiro Sinal. Em seguida foi contemplado pelo Prêmio Funarte Myriam Muniz de circulação. Foram cinco cidades em diferentes estados do país: Barão Geraldo, Curitiba, Porto Alegre, Belo Horizonte e Rio de Janeiro. Em 2010, “Corra Como um Coelho” fez temporada no Rio de Janeiro no Teatro do Planetário e em São Paulo, no TUSP. Entre os festivais, destacam-se o Palco Giratório do SESC RS e o Festival Internacional de Teatro de São José de Rio Preto.

Em seu mais recente espetáculo, “A Pior Banda do Mundo”, a Cia. dos Outros mergulhou no universo absurdo do cartunista José Carlos Fernandes. Contemplados pelo Prêmio Funarte Myrian Muniz, o grupo realizou uma livre adaptação dos quadrinhos do cartunista português. Movidos pela crise entre o artista e o talento, a cia. viu na obra de José Carlos Fernandes, questões pertinentes à linha de pensamento desenhada pela trajetória de “Holocausto” e “Corra Como um Coelho”. O fracasso que o título denuncia já era tema nos espetáculos anteriores, e a forma como ele se desenvolve ao longo dos 6 volumes dos quadrinhos, com humor, melancolia, absurdo e ironia, muito interessou ao grupo.

A Pior Banda do Mundo” estreou em São Paulo em novembro de 2012, pelo edital de ocupação do TUSP. No Rio de Janeiro estreou no Centro Cultural Sérgio Porto à convite do Projeto Entre, da secretaria municipal de cultura. Em 2013, o espetáculo faz temporada no Teatro Coletivo, em São Paulo, à convite do Centro Internacional de Teatro ECUM . O CIT- ECUM é uma nova instituição artístico-pedagógica que surge da ampliação e transferência de Belo Horizonte para a cidade de São Paulo do renomado Encontro Mundial das Artes Cênicas – ECUM, seu quadro diretivo conta com a presença de Ana Teixeira (Amok), Antonio Araújo (Vertigem), Fernando Mencarelli, Guilherme Marques, Maria Thaís (Balagan) e Ruy Cortez (Memória).

Em setembro de 2013 a Cia. dos Outros estreia “Solos Impossíveis“, na programação de Performáticos, Inquietos e Radicais, no Sesc Belenzinho em São Paulo. “Solos Impossíveis” é concebido por Carolina Bianchi, que é responsável pela dramaturgia dos dois solos que compõe o trabalho:
“O Otimista” (com Tomás Decina) e “Tamara Karsavina”. Carolina está em cena em Tamara Karsavina e também assina a direção em parceria com Amanda Lyra.

A Cia. dos Outros também já foi colaboradora em projetos de diferentes grupos de São Paulo como Teatro de Narradores (fomento 2009), Les Commediens Tropicales (Colóquio Performativo 2012) e Tablado de Arruar. Recentemente Carolina Bianchi e Tomás Decina aturam e colaboraram na criação de “Peça romântica para um teatro fechado” sob direção de Tiago Rodrigues (cia Mundo Perfeito, Portugal) no Festival Dois Pontos, Rio de Janeiro.