Tudo que pode dar errado

Tudo que pode dar errado – 10 anos de Cia. Dos Outros no Tusp

Nesse ano celebramos dez anos de resistência na cidade. Dez anos de delírios coletivos. Dez anos desse encontro cármico–cósmico–impossível-elétrico–violento–maravilhoso, dessa aventura infinita que é ser um grupo de teatro. Dez anos é muito tempo. Realizamos uma porrada de coisa juntos. Juntos como artistas, juntos como amigos, juntos se atravessando em outras criações por aí. Houveram mudanças de países, pariram-se filhos, pariram-se obras, casamos, separamos, não entendemos nada, voltamos a entender qualquer coisa, viajamos por muitas praças, nos banhamos em muitos rios, quebramos ossos, nos machucamos por dentro e por fora, nossas caras e nossos corpos ganharam novos contornos. E o que temos de mais contundente desse encontro são as nossas obras. Essas obras que marcam momentos muito específicos e importantes da nossa história como grupo. Um desafio magnífico e assombroso olhar pra essa história. Ainda faz sentido essa criação compartilhada. Ainda faz sentido esses outros diante de si. Elaborando juntos, através desses espetáculos, o horror e a maravilha de se estar vivo. Em março e abril ocupamos o TUSP com três peças do nosso repertório, um espetáculo convidado e uma oficina.

Mergulhemos juntos nessa arca de remanescências futuristas.

Aqui vai a programação:

SOLOS IMPOSSÍVEIS
de 16 de março a 14 de abril
quartas e quintas 21 horas

A PIOR BANDA DO MUNDO
de 18 de março a 3 de abril
sextas e sábados 21 horas e domingos 20 horas

CORRA COMO UM COELHO
de 08 a 24 de abril
sextas e sábados 21 horas e domingos 20 horas

Espetáculo convidado:
MATA-ME DE PRAZER
única apresentação dia 20 de abril, quarta-feira
21 horas

Oficina- “Tudo que pode dar errado- estudos sobre a criação”
com a Cia. dos Outros
de 18 a 20 de abril.
(em breve informações sobre inscrições)

No Teatro da USP
Rua Maria Antonia, 294, 01222-010 São Paulo
11 3123-5233
http://www.usp.br/tusp/

Esse projeto só é possível porque foi contemplado com o prêmio Zé Renato de Teatro da Cidade de São Paulo.